Pages

Quem é o idiota?


imagem retirada da internet



Conta-se que numa pequena cidade do interior um grupo de pessoas se divertia com o idiota da aldeia. Um pobre coitado de pouca inteligência, que vivia de pequenos biscates e esmolas. Diariamente eles chamavam o bobo ao bar onde se reuniam e ofereciam a ele a escolha entre duas moedas - uma grande de 400 réis e outra menor, de dois mil réis. Ele sempre escolhia a maior e menos valiosa, o que era motivo de risos para todos.

Certo dia, um dos membros do grupo chamou-o e lhe perguntou se ainda não havia percebido que a moeda maior valia menos. "Eu sei" - respondeu o não tão tolo assim - " ela vale cinco vezes menos, mas no dia que eu escolher a outra, a brincadeira acaba e não vou mais ganhar minha moeda."

Pode-se tirar várias conclusões dessa pequena narrativa. A primeira: quem parece idiota, nem sempre é. Dito em forma de pergunta: quais eram os verdadeiros tolos da história?

Outra: se você for ganancioso, acaba estragando sua fonte de renda. Mas a conclusão mais interessante, a meu ver é a percepção de que podemos estar bem mesmo quando os outros não têm uma boa opinião a nosso respeito. Portanto, o que importa não é o que pensam de nós, mas o que realmente somos...

Autor Desconhecido

3 comentários:

Cecilia sfalsin disse...

Ei lú,

Boa noite amiga,

Linda reflexão você nos trouxe

Existe uma citação bíblica que diz assim "Fiz me tolo para ganhar o tolo"...e o tolo até quando se cala ele se torna sábio. Portanto aquele que todos julgavam bobo e tolo era o mais sábio, primeiro de grão em grão a galinha enche o papo, segundo ele apreciava a atenção daqueles que o achavam bobo , e terceiro ele não precisava se justificar pra ninguém sua real inteligência...

Bobo é que o achava bobo...

Beijossss

Valéria Braz disse...

Adorei a história Lu, e vem de encontro ao que eu sempre pensei. Não importa a idéia que fazem de mim, me importa apenas aquilo que sei sobre mim.
Beijo no coração

Nilse e João disse...

Oi Lú, que texto bacana e tão verdadeiro.
A grande verdade é que algumas pessoas são assim mesmo, sempre se acham muito espertas e subestimam
os outros, às vezes pela aparência, outras pelo poder aquisitivo, contudo na maioria das vezes acabam, essas pessoas, sendo os verdadeiros idiotas.
Obrigada pela sua presença carinhosa em nosso blog, pelos seus comentários e pelo carinho de levar um pouquinho de nós para seu espaço.

Um beijo.

Postar um comentário